Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
  • Mudar contraste
  • Acessível por Libras

O desembargador Paulo Régis recebeu a honraria do TRT da 10ª Região
O desembargador Paulo Régis recebeu a honraria do TRT da 10ª Região

O Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10) entregou as comendas da Ordem do Mérito de Dom Bosco a 60 agraciados em solenidade realizada na última sexta-feira (30/8), na área externa do edifício-sede da Corte, em Brasília. A honraria é destinada a agraciar a cada dois anos cidadãos e instituições que tenham prestado relevantes serviços à Justiça do Trabalho e, em especial, ao Regional, que tem jurisdição sobre o Distrito Federal e o estado do Tocantins. O desembargador do TRT/CE Paulo Régis Machado Botelho foi agraciado com a medalha Grande Oficial.

A mais alta honraria, este ano, foi entregue ao ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e atual corregedor Nacional de Justiça, Humberto Martins, que se disse muito alegre e satisfeito com a homenagem. “Recebo com muita responsabilidade a comenda Dom Bosco de um Tribunal que tem demonstrado grande capacidade de trabalho em favor do jurisdicionado trabalhista, sobretudo, em favor da cidadania. Vou procurar honrar essa outorga e, ao mesmo tempo, afirmar que magistratura forte é cidadania respeitada”, declarou o corregedor.

A cerimônia contou com a presença do presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro João Batista Brito Pereira. Para ele, a comenda é uma expressão de agradecimento e reconhecimento do Tribunal às pessoas que contribuem, em suas atividades, para a Corte e ajudam no fortalecimento da instituição. “No caso do TRT-10, é natural que o regional escolha pessoas cujas ações refletem em benefício do Direito do Trabalho”, afirmou.

Na opinião da presidente do TRT-10, desembargadora Maria Regina Machado Guimarães, o evento marca um momento de congraçamento, no qual o Tribunal se reúne para prestar homenagem a personalidades que contribuíram pelo engrandecimento da Justiça do Trabalho. “A preparação para esse dia foi longa. Há mais de um ano que estamos mobilizados para esse evento, que é grandioso até para fazer jus aos nossos agraciados”, revelou.

Segundo o juiz Paulo Henrique Blair de Oliveira, que integra o Conselho da Ordem do Mérito de Dom Bosco de 2019, todas as vezes que o regional reconhece personalidades e instituições que cooperam para a Justiça do Trabalho, incentiva-se uma reflexão sobre a importância da própria Justiça do Trabalho. “Temos o prazer de declarar para a sociedade brasileira que nós nos reconhecemos gratos pela receptividade, pela acolhida, pela parceria que a sociedade do Distrito Federal dá ao trabalho da Justiça”, completou.

Entrega das comendas

A presidente do Tribunal e grã-mestra da Ordem do Mérito fez a aposição das insígnias do grau de Grande-Cruz ao corregedor Nacional de Justiça, ministro Humberto Martins; ao presidente do TRT-18 (GO), Paulo Sérgio Pimenta; ao subprocurador-geral do Trabalho, Cristiano Otávio Paixão Araújo Pinto; e ao ex-deputado federal Lázaro Botelho Martins.

Desembargador Paulo Régis recebeu a medalha do juiz do trabalho Paulo Blair
Desembargador Paulo Régis recebeu a medalha do juiz do trabalho Paulo Blair

Na sequência, o juiz Paulo Blair – membro do Conselho da Ordem do Mérito – fez a aposição das insígnias do grau de Grande Oficial ao procurador-chefe da PRT 10ª Região, Erlan José Peixoto do Prado; o desembargador do TRT-7 (CE) Paulo Regis Machado Botelho; a desembargadora diretora da Escola Judicial do TRT-5 (BA) Margareth Rodrigues Costa; e a deputada distrital Arlete Avelar Sampaio (PT-DF).

As honrarias nos graus Comendador, Oficial e Cavaleiro foram entregues a magistrados, advogados, professores, servidores da Justiça do Trabalho e demais profissionais, pelas mãos dos desembargadores Brasilino Santos Ramos, Flávia Simões Falcão, Mário Macedo Fernandes Caron e Ricardo Alencar Machado. Dentre os homenageados estavam o servidor do Gabinete da Presidência Tales Ronca e a empregada terceirizada Maria do Carmo Soares Sousa Santos.

Solenidade

Durante a solenidade, estavam presentes magistrados e demais autoridades do Judiciário, da advocacia e do Ministério Público, bem como de servidores, familiares e parentes dos agraciados. Na abertura, o Hino Nacional foi executado pela banda dos Fuzileiros Navais de Brasília e, em seguida, foi feita a leitura do ato de concessão de condecorações. Após a entrega das honrarias, os agraciados receberam os estojos e os diplomas na entrada principal da Sala de Sessões do Tribunal. Toda cerimônia foi acompanhada pelo Primeiro Regimento de Cavalaria e Guarda Dragões da Independência.

Fotos

O evento teve cobertura especial pelo perfil do regional no Instagram, com entradas ao vivo, vídeos e fotos publicados na ferramenta “story”. Para quem perdeu, é possível assistir os registros que estão salvos em destaque no @trt10oficial. Em breve, também será publicado na página do Flickr do TRT-10 um álbum com as melhores e mais selecionadas fotos da cerimônia de entrega das comendas da Ordem do Mérito Dom Bosco.

Histórico

A comenda Ordem do Mérito de Dom Bosco foi instituída em 11 de setembro de 1991 pela Resolução Administrativa nº 34, de 1991, quando o TRT-10 completou dez anos instalação. Os agraciados são pessoas, instituições ou entidades que se tornaram dignas de gratidão e admiração da Justiça do Trabalho, especialmente da Décima Região. Com a homenagem, a Corte quer mostrar que a pessoa agraciada é um exemplo à sociedade brasiliense. A solenidade pública, inclusive, acontece sempre no dia 31 de agosto, porque foi essa a data que Dom Bosco teve seu sonho profético em relação à Brasília.

Com informações e fotos do Núcleo de Comunicação Social do TRT-10